como organizar finanças

Em tempos de crise, não dá para bobear quando o assunto é dinheiro. Mas esse cuidado deveria existir o tempo todo: a gente sempre tem que pensar bem no que investir e em como cuidar das finanças para evitar que o bolso fique vazio no fim do mês.

Por isso a gente separou algumas dicas para você organizar suas finanças e não ter dores de cabeça na hora de cuidar do seu dinheiro. Olha só:

Crie planilhas de gastos.

Colocar todos os gastos e saldos em uma planilha ou tabela pode parecer perda de tempo para algumas pessoas, mas é uma prática que ajuda a controlar quanto você recebe e quanto ainda pode gastar. Se você mantém essas informações em dia, vai saber se ainda tem dinheiro para investir em algum produto, se o pagamento foi feito corretamente ou se precisa organizar melhor as suas contas. E não ache que você precisa manjar de Excel ou que vai demorar muito tempo fazendo isso: existem opções de tabelas e calculadoras online, além de vários aplicativos – o que nos leva à próxima dica:

Baixe aplicativos de bancos e de organização.

É muito mais fácil controlar finanças e pagamentos se as informações estão ali, na palma da sua mão. A maioria dos bancos já oferece aplicativos próprios, que permitem ao cliente realizar consultas, pagamentos e transferências sem ter que se deslocar até o banco. Além de evitar filas, você pode fazer isso no horário que for melhor para você. Os aplicativos de organização também são bem úteis! Você consegue fazer aquelas planilhas de finanças e controlar datas e tarefas, para não perder o dia de nenhum pagamento.

Automatize e simplifique seus pagamentos.

Mantenha as datas de pagamento das suas contas sempre em uma data próxima – assim, você não precisa se deslocar ao banco ou acessar o aplicativo diversas vezes. Procure fazer com que suas contas coincidam com a data de pagamento do seu salário ou quando as finanças da sua empresa estão em dia. Você não fica com furos no orçamento e consegue ter uma visão de como pode usar o dinheiro durante o mês.

Organize o que você tem na carteira.

Pode parecer bobagem, mas organizar seus cartões, cédulas e objetos da sua carteira ajuda na hora de controlar os gastos. Ao separar cartões de crédito ou débito, você pode descobrir quais contas estão ativas e o que você pode cancelar para não ter despesas desnecessárias. Colocar os tickets e recibos em um local próprio também ajuda você a controlar o que gasta, além de servir como um comprovante de todos os pagamentos.

Pesquise antes de comprar.

Ao fazer uma compra, lembre-se de pesquisar preços e encontrar lojas que ofereçam o melhor custo x benefício – além de um atendimento legal e que inspire confiança na hora da compra. Isso não significa que você precisa andar de loja em loja. Faça orçamentos pela internet ou telefone, monte uma planilha e peça indicações para amigos.

Saiba quando usar os cartões.

Às vezes a gente compra por impulso e, no final do mês, acaba se assustando com a fatura do cartão de crédito ou o saldo da conta corrente. Saber quando usar cada cartão e pensar antes de fazer uma compra – principalmente no crédito – ajuda você a manter um saldo positivo no final do mês e, ainda, não estourar o limite do cartão. É melhor, inclusive, guardar a opção de parcelamento para uma emergência ou quando você precisa fazer comprar mais caras.

Faça uma “caixinha”.

Se você guardar um pouco de dinheiro todo mês – seja em uma poupança ou até mesmo no famoso porquinho -, sua reserva aumenta a cada mês e vai ser útil quando tiver uma emergência ou quiser fazer um grande investimento. Não precisa poupar grandes valores, mas os centavos acumulados ajudam você a não ficar sem dinheiro quando a situação aperta.

Quer mais dicas para organizar sua vida financeira e guardar dinheiro? A gente se inspirou nesse post e aqui tem uma lista bem legal que pode ajudar você a economizar.

Você também pode gostar de: