Comunicação Estratégica: GRANDES MARCAS | Diretor de Comunicação do iFood

Para se lançar uma marca no mercado, você precisa saber como realizar a estratégia de comunicação dela.

Para se tornar o melhor profissional, você precisa aprender com quem já chegou lá. Por isso, no PerguntePara, nós conversamos com os profissionais mais inspiradores da nova economia

Dessa vez, o bate-papo foi com o Diretor de Comunicação do iFood – o Bruno Montejorge. Ele possui +20 anos de experiência em diversas multinacionais (Unilever, Kraft, Mondelez, Havaianas, etc) e nos contou um pouco sobre a sua visão da área de comunicação.

Nós reunimos neste post os 03 principais pontos abordados por Bruno Montejorge. Confira abaixo as principais dicas estratégicas na hora de construir uma marca:

Caso queira ver a entrevista completa:

1 VISÃO ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO PARA GRANDES MARCAS

Para Bruno Montejorge, um profissional de planejamento de comunicação estratégica, deve ter muita clareza sobre os objetivos da empresa, transformando-os em perguntas. Estas perguntas, como consequência, serão traduzidas em ações diversas. 

Assim, durante o planejamento de uma estratégia, a arte de se fazer as perguntas corretas é de extrema importância.

Isso é tão relevante que Montejorge afirma: ao longo de sua carreira, os momentos em que mais errou foram conduzidos pela busca da resposta certa para a pergunta errada. 

Mas, como fazer as perguntas certas?

Antes de se conduzir quaisquer tipo de ações de comunicação estratégica, a área de planejamento estratégico é responsável por analisar a situação de maneira holística: não somente da visão do negócio, mas também da marca e do momento atual do mundo (o famoso zeitgeist). A união destes elementos permite que sejam feitas as perguntas corretas. 

A partir destas perguntas, são feitos os planos de trabalho futuros, como os briefings de comunicação, ou até mesmo uma ação do time de negócios. 

Comunicação estratégica

2 COMO É A ESTRUTURA DE UM TIME DE COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA

Muitas pessoas têm dúvidas sobre quais áreas de comunicação devem ser agrupadas. A verdade é: cada empresa fará isso de forma diferente. A dinâmica entre os times de comunicação e marketing varia muito.

Inclusive, algumas organizações mantêm toda a direção centralizada, em que a liderança principal da empresa é responsável pelas decisões estratégicas de todas as áreas (desde finanças até comunicação). 

Por outro lado, algumas empresas optam por descentralizar as decisões, principalmente as que operam com uma “mentalidade de startup”.

De acordo com o diretor de comunicação do iFood, o aplicativo de delivery trabalha de forma muito descentralizada. 

Ou seja, eles possuem núcleos especializados em conversar com cada um dos stakeholders (públicos) da empresa – a comunidade deles, que é composta pelo público geral, os entregadores, os restaurantes e a sociedade de maneira geral. 

A área comandada por Montejorge é responsável pela estratégia da comunicação institucional do iFood. Isso significa:

  • Desenvolver e propagar informações para os stakeholders da empresa
  • Manter um posicionamento alinhado, uniforme e consistente com os valores do iFood

Ou seja, a área de comunicação institucional não é responsável pelas propagandas da TV, mas elas também devem seguir as diretrizes que saem desse time. Como exemplo disso, você pode conferir aqui algumas dicas de UX Writing do time do iFood.

Time de comunicação

3 COMO SE MANTER ATUALIZADO: caminhos para obter conhecimento e criar sua estratégia de comunicação

Para Bruno Montejorge, Diretor de Comunicação do iFood, manter-se aprendendo é uma questão de sobrevivência no mercado de trabalho. Ele afirma: “o profissional desinformado está fadado ao fracasso”. 

Assim dito, o que vai diferenciar os profissionais são as trilhas de conhecimento escolhidas por cada um. Montejorge entende que existem 03 grandes níveis de aprendizado:

  • O que você obtém dentro do trabalho
    • Em empresas maiores, existe muito conhecimento disponível. Por isso, é importante conversar com pessoas de diversas áreas, com o objetivo de entender todos os desafios que a empresa possui. Essa visão de outros ângulos aumenta o seu repertório de soluções e perguntas.
  • Treinamentos
    • Aqui, valem aqueles cursos mais rápidos e técnicos, principalmente das disciplinas que estão crescendo no mundo.
    • Também é importante focar em aprender as competências mais humanas, como as soft skills. Esses conhecimentos ajudam a melhorar a gestão de pessoas.
  • Livros
    • Para Montejorge, a escolha dos livros certos é de extrema importância para se manter um profissional atualizado.

Eai? O que achou destas dicas?

Nós entrevistamos diversos profissionais no PerguntePara. Para ficar por dentro das próximas edições, saiba como aqui.