Em um mundo perfeito, todos os planejamentos de marketing, sejam eles digitais ou não, começam com um estudo detalhado de quem são as personas dos seus consumidores – as buyer personas. Pois é, ainda sonho com este dia…

As buyer personas nada mais são do que um perfil das pessoas que costumam consumir um produto ou serviço em específico. Elas também são conhecidas como “a sua audiência” ou o “seu público-alvo” e isso significa que elas podem pensar e se comportar de uma maneira diferente do que você imaginava.

Muitas vezes partimos do princípio de que o nosso consumidor pensa exatamente igual a nós. Isso não só está errado como também pode ser o motivo pelo qual os seus resultados não estão lá aquelas coisas. Sendo assim, você precisa fazer alguma coisa a respeito disso.

Esse “alguma coisa” é justamente tentar entender quais são os pontos mais sensíveis que matariam as objeções do seu cliente ou então como estabelecer um relacionamento cada vez mais próximo com ele.

Para isso, você vai precisar de uma cartolina, lápis, tesoura (sem ponta!), canetas coloridas, revistas e de internet. Não, eu não estou brincando. Compreender a sua persona é algo que exige um pouquinho de trabalho manual.

Você precisa entender quatro esferas diferentes da vida do seu público-alvo:

Aspectos demográficos – onde vive, qual idade, é homem ou mulher, renda etc;

Aspectos motivacionais – quais são as “dores” e “sonhos” dele?

Aspectos temáticos – quais são os assuntos de interesse dessa persona?

Entrega de mensagem – como dizer a ele o que você faz?

Depois de ter esse estudo bem feito, você vai ver que o mundo será um lugar muito melhor para se viver e que os seus planejamentos não serão tão sofridos como antes. Experimente fazer isso ao menos duas vezes por ano, para sempre ter informações atualizadas sobre o seu mercado.

Por isso, mantenha a sua buyer persona sempre muito bem alimentada com dados atuais e insights de quem realmente está do outro lado do balcão. Acredite, com este primeiro passo, a sua vida vai melhorar bastante.

Post gentilmente escrito pela Luisa Barwinski, professora do curso de Buyer Persona.