Polímata é o adjetivo utilizado para designar todas aquelas pessoas que sabem muito de várias áreas. Na época do renascimento, era muito comum que um cientista se tornar um polímata ao saber muito sobre diferentes aspectos do conhecimento. O exemplo mais conhecido é o Leonardo da Vinci que foi cientista, matemático, inventor, anatomista e pintor. Porém, com o avanço do conhecimento, os profissionais foram se tornando cada vez mais especializados em assuntos específicos. Entretanto, com a revolução que o mundo digital está causando nas nossas vidas, cada vez mais as pessoas estão entendendo a necessidade de se tornar um polímata e dominar diferentes áreas para se destacar no ambiente profissional..
Já fizemos um post sobre “O que é um polímata?” aqui em nosso blog. Dá uma olhadinha.

Preste atenção na data que estes negócios foram lançados:
O Facebook foi ao ar em 2004. O iPhone inaugurou a era dos smartphones em 2007 – menos de 10 anos atrás. Uber e WhatsApp (2009), Instagram (2010) e Snapchat (2011) mal saíram das fraldas. Até mesmo o Google, que parece que está por aí desde sempre, abriu as portas em 1998 – ou seja, só no ano de 2016 que poderia tirar sua carteira de motorista.

É fácil se espantar com essas datas. Todas essas empresas devem ser mais novas do que você e, mesmo assim, você não consegue imaginar a sua vida sem elas. A inovação que esses negócios – e muitos outros – trouxeram para o nosso dia a dia, faz com que as profissões que eram as mais requisitadas 20 anos atrás hoje nem existam mais. Como a nova regra são mudanças disruptivas de forma sistêmica, as pessoas precisam se preparar para fazer atividades que nem sequer ainda existem.

Aí que reside a importância de se tornar um polímata – estudando várias áreas diferentes, você condiciona a sua mente para que ela seja uma constante aprendiz. Você fica preparado para aprender coisas novas e, o maior importante, não deixa criar aquela barreira do “estou muito velho pra aprender isso”. Além disso, se você se tornar um polímata pode fazer conexões que nenhuma outra pessoa pode fazer. Publicitário existem aos montes na sua cidade, mas quando sabem também sabem tudo sobre programação, finanças e experiência de usuário? Com certeza daria pra contar nos dedos de uma mão.

Como faço para me tornar um polímata?

1. Decida quais são seus interesses.

Primeiro você vai precisar listar todas as áreas que você gostaria de adquirir conhecimento, assim ficará mais fácil onde focar. Claro, se a listar ficar muito grande, dar notas pode ajudar a filtrar. Escolha também as áreas que você crê ter mais aptidão e que, de certa forma, se interagem. Por mais polímata que muitos polímatas sejam, geralmente eles aplicam um conhecimento no outro, como engenharia e arte; biologia e geografia; e literatura e história. Muitos de nossos polímatas revelaram um pouco de suas paixões e hobbies. Talvez você possa dar uma lida nas histórias sobre como eles começaram.

2. Leia muito.

Esse parece óbvio. Você vai precisar ler muito. Não precisa ser necessariamente livros, podem ser jornais, revistas, artigos, blogs (ou escutar). Existem algumas táticas para você tirar o máximo proveito, como um de nossos polímatas, o Fabio Torlai, já mencionou no blog antes. Uma boa sugestão nossa é, se você está começando numa área nova, pode ser interessante de ler algo sobre a história daquela área.

3. Use e abuse do YouTube.

Sei que você está pensando sobre o tanto de material inútil que tem lá, mas não desista. Se você quer aprender como se tornar um polímata, vai ter que passar por meios inusitados. Tem muito conteúdo mesmo. Nós mesmos da Polímatas usamos muitos canais de referência para criar nossos conteúdos. Por isso, comece digitando no YouTube sobre suas áreas de interesse. Inclusive, estamos começando o nosso agora.

4. Converse, ouça e interaja.

Encontre outras pessoas com atitudes semelhantes. Sei que, ao ler sobre empreendedorismo, temos a sensação de que todos estão indo muito bem. Mas não se engane: todo empreendedor passa por dificuldades. E é disso que a Polímatas quer tratar. Nós agendamos conversas semanais com nossos empreendedores polímatas para eles compartilharem seus conhecimento. Veja nosso calendário.

Conte com a Polímatas para você se tornar um polímata.

Aqui, nós ensinamos e conectamos quem quer entender muito de várias áreas, por meio de consultoria, programa de formação, cursos e conteúdo. Como são atividades sempre com poucas pessoas, até para estimular mais participação. Junto com o blog, a intenção é ser mais um canal para ajudar as pessoas a entenderem melhor como podem se tornar um polímata.
Vamos convidar empreendedores reais e explorar um pouco mais dos seus desafios, como eles são polímatas, seus planos e pedir para nos ensinar um pouco de sua área.

Assine nosso canal:

 

Você também pode gostar de:

Pré-inscrição de Curso









×

y

×

×








×
Interessa em fazer parte da Tribo

A comunidade online vai ser liberada no dia 29 de Maio. Deixe seus contatos aqui e receba acesso em primeira mão!
[activecampaign form=106]

×