Mapa mentais são uma das melhores maneiras de capturar seus pensamentos e trazê-los à vida em forma visual. Além de tomar nota do que você está pensando, os mapas mentais podem ajudá-lo a exercitar sua criatividade, exercitar sua memória e resolver problemas de forma mais eficaz. Se você é novo em mapas mentais ou simplesmente quer melhorar, aqui está tudo o que você precisa saber sobre esta técnica.

O que são mapas mentais?

Um mapa mental é basicamente um diagrama que conecta informações em torno de um assunto central. Gostamos de pensá-lo como uma árvore, embora tenha mais uma estrutura. De qualquer forma, no centro é sua ideia principal, digamos, “vendas” e os ramos são subtópicos ou ideias relacionadas, como tipos de cold calling, representantes, marketing digital, entre outros. Quanto mais “sub-ideias”, mais ramificado fica o seu mapa mental.

Os mapas mentais podem ser usados praticamente qualquer tarefa de pensamento ou de aprendizagem, de estudar um assunto (como um novo idioma) para planejar sua carreira ou mesmo construir melhores hábitos. Aqui estão alguns uso incomuns para mapas mentais:

  • Criar um banco de conhecimento (uma vez que softwares de mapa mental costumam permitir anexar arquivos e adicionar links);
  • problemas (como qual nome de domínio usar);
  • Criar resumos de livros e metas definidas.

Eles também são ótimos para as equipes usarem, para discussões de grupo e apresentações interativas.

Se quiser melhorar os resultados de sua empresa além do óbvio, você pode querer criar uma cultura de inovação e criatividade. Entenda os primeiros passos.

Por que os mapas mentais são melhores do que as notas de texto:

Os mapas mentais podem ser mais eficazes do que outros métodos de brainstorming e de notas lineares por vários motivos:

  • É uma ferramenta gráfica que pode incorporar palavras, imagens, números e cores, para que possa ser mais fácil de gravar e agradável para criar e revisar. A combinação de palavras e imagens é seis vezes melhor para lembrar informações do que palavras sozinhas.
  • Mapas mentais vinculam e agrupam conceitos juntos por meio de associações naturais. Isso ajuda a gerar mais ideias, encontrar um significado mais profundo em um assunto e também exigir que você preencha mais ou encontre o que está faltando.
  • Um mapa mental pode, ao mesmo tempo, dar uma visão geral de um assunto mais abrangente, enquanto também possui grandes quantidades de informações.
  • É também uma maneira muito intuitiva de organizar seus pensamentos, uma vez que os mapas mentais imitam a maneira como nossos cérebros pensam – ligando ideias umas às outras, em vez de pensar de forma linear.
  • Você pode gerar ideias muito rapidamente com esta técnica e é encorajado a explorar diferentes caminhos, te ajudando a exercitar sua criatividade.

Em uma pesquisa, os executivos que começaram a usar softwares de mapa mentais disseram que conseguiram trabalhar significativamente mais rápido do que antes e fazer malabarismos com projetos mais complexos por meio do mapa mental. E a pesquisa sugere que o mapa mental pode melhorar a aprendizagem e a memória em 10 a 15% em relação às técnicas convencionais de tomada de notas e de estudo. Também pode poupar tempo.

Nós da Polímatas usamos mapas mentais especialmente quando estamos presos a um problema ou estamos tentando organizar muitas tarefas, como acontecem nos projetos de serviço que prestamos. Ao começar com as perguntas básicas – quem, o quê, o porquê, etc. – e depois seguindo cada segmento, você estará mais confiante de que não está faltando nada e as ideias apenas parecem surgir por conta própria.

Saiba quais são os tipos de inovação existentes e entenda como diferenciar seu negócio para estar sempre um passo à frente dos seus concorrentes.

Pense nisso dessa maneira. Imagine que você foi convidado a escrever tantos usos para um tijolo quanto possível. Muitas pessoas apenas começaram a listar todas as suas ideias (construir uma parede, construir uma passarela, etc.). Mas e se você começar de uma perspectiva mais ampla, como pensar nas propriedades de um tijolo. É pesado, para que você possa usá-lo: como um peso de papel, segurar uma sacola de lixo, como um peso de exercícios, para montar uma grelha de churrasco, entre tantas outras. Também é grosso, para que você possa usá-lo para sustentar um balde ou batedor. É vermelho, é difícil, é retangular, etc. Essa é a magia do mapa mental: uma vez que você começa, as possibilidades parecem quase infinitas.

Como começar mapa mental.

Você pode criar um mapa de mente em papel, em um aplicativo de desenho em seu tablet ou em uma das ferramentas de software de mapa mental.

A caneta e o papel podem ser melhores porque você consegue trabalhar com seus pensamentos mais rapidamente e o ato de desenhar as ramificações pode ajudar a recordar.

Por outro lado, usar o computador pode fazer seus mapas mentais pesquisáveis e incluir anexos. Se você está tendo problemas para decidir entre as toneladas de ferramentas digitais para escolher, nós sugerimos que você procure estes cinco recursos: a capacidade de adicionar links e anexos, adicionar notas, filtrar conteúdo, exportar para outros programas ou formatos e use atalhos de teclado.

Depois de escolher sua ferramenta, siga estes sete passos e dicas para fazer um mapa mental.

1) Comece no centro de uma página em branco virada de lado. Por quê? Porque começar no centro dá a liberdade do seu cérebro espalhar-se em todas as direções e se expressar de forma mais livre e natural.

2) Use uma imagem ou ícone para sua ideia central. Por quê? Porque uma imagem vale mais do que mil palavras e ajuda você a usar sua Imaginação. Uma imagem central é mais interessante, mantém você concentrado, ajuda você a se concentrar e dá ao seu cérebro mais possibilidades de novas ideias!

3) Use cores por toda parte. Por quê? Porque as cores são tão excitantes para o seu cérebro quanto as imagens. A cor adiciona vitalidade e vida extra ao seu mapa mental, adiciona energia tremenda ao seu pensamento criativo e é divertido.

4) Conecte suas principais ramificações à imagem central e conecte seus ramos de segundo e terceiro níveis ao primeiro e segundo níveis, etc. Por quê? Porque seu cérebro funciona por associação. Ele gosta de vincular duas (ou três ou quatro) coisas juntas. Se você conectar os ramos, você entenderá e lembrará muito mais facilmente.

5) Faça seus ramos curvados em vez de em linhas retas. Por quê? Porque ter nada além de linhas retas é chato para o seu cérebro.

6) Use uma palavra-chave por linha. Porque palavras chave únicas dão ao seu mapa mental mais poder e flexibilidade.

7) Use imagens por toda parte. Por que cada imagem, como a imagem central, também vale mais do que mil palavras. Então, se você tem apenas 10 imagens no seu Mapa mental, já é igual a 10.000 palavras de notas.

Não há nenhuma maneira padrão de criar um mapa mental. Se você quiser usar mais do que a palavra-chave ou adicionar mais texto a uma ramificação, essa é uma escolha pessoal. Vá com o que funciona de forma eficaz para você.

Se você quer aprender se tornar criativo, leia este post sobre como ser mais inovador no trabalho. Também juntamos em outro post 14 das melhores ferramentas de colaboração e criatividade para equipes, para criar projetos juntos, brainstorm e inovação.

Você também pode gostar de:

Pré-inscrição de Curso









×

y

×

×








×
Interessa em fazer parte da Tribo

A comunidade online vai ser liberada no dia 29 de Maio. Deixe seus contatos aqui e receba acesso em primeira mão!
[activecampaign form=106]

×