Semana passada eu ouvi (mais) uma história de um empresário que, ao querer contratar um designer, solicitou uma proposta de desenvolvimento de marca e achou caro. Histórias assim são bem comuns e com certeza todo designer já ouviu ou participou de um caso como esse. O valor do projeto não era caro. Era bem justo.
Já adianto aqui que não tem um culpado só em todo esse processo, mas afirmo que cada parte envolvida pode contribuir para que essas situações sejam bem menos frequentes.

Design pra todos os budgets.

Pequenas empresas e profissionais autônomos estão descobrindo que o design também serve pra eles, e não faz parte apenas do mundo das grandes agências e empresas multinacionais. O que acaba acontecendo é que há dificuldade em encontrar profissionais que possam atender estes clientes menores e, mais importante, que ensinem como todo o processo funciona ao contratar um designer. Tanto pequenos escritórios quanto designers freelancers têm o dever de ajudar o possível cliente a entender esse processo e, principalmente, ajustar a negociação de preço. Existe um design para todo tipo de orçamento.

Valor, entrega e atendimento.

São esses três fatores que acabam justificando o investimento do cliente ao contratar um designer. Mas nem todo mundo percebe isso, então quanto mais claro isso estiver na proposta, melhor. Especificar os serviços, os prazos, as entregas, os meios de atendimento e formas de pagamento é muito importante. Isso mostra profissionalismo, agrega valor e fala tão alto quanto a qualidade do seu portifólio.

Contratar um designer e caro - post

Contratar um designer exige confiança.

É sempre difícil confiar de primeira na hora de contratar um serviço, principalmente se for algo novo. E design ainda é novidade para muitas empresas. O design gráfico, especialmente, acaba caindo na mesma questão que a arquitetura e o design de interiores. Todo mundo acha que entende TUDO sobre o assunto. E sabemos que não é bem assim. Confiar na experiência e no conhecimento do profissional, dentro das suas especialidades, é essencial. O cliente não pode ter vergonha de perguntar o que não sabe e o profissional não pode ter medo de mostrar o seu valor.

Como nós pensamos design.

Na Made 87 nós gostamos muito de traçar uma comparação do serviço de design com o de um médico, ou de um dentista. A gente não chega no consultório dizendo como é o melhor jeito de extrair um dente, certo? A gente não conhece todo o processo. Mas a gente ouve, pergunta e decide, se extrai o dente ou não, considerando preço, entrega e atendimento.

Contratar um designer não é caro não

Mas é preciso um esforço para que isso seja compreendido de maneira clara pelo mercado. Encontrar o profissional certo que possa atender às suas necessidades e expectativas leva tempo, mas quando acontece, é muito valioso e, sem dúvida alguma, vai trazer retorno. E design vai muito além de uma marca bonitinha ou uma fachada de loja “chamativa”. O design transforma qualquer negócio e deve ser visto como uma ferramenta indispensável para o seu projeto.

Você também pode gostar de:

Pré-inscrição de Curso









×

y

×

×








×
Interessa em fazer parte da Tribo

A comunidade online vai ser liberada no dia 29 de Maio. Deixe seus contatos aqui e receba acesso em primeira mão!
[activecampaign form=106]

×