Entregar o seu arquivo respeitando a estrutura que a gráfica precisa garante que seu material vai ser impresso da maneira correta. Ter o cuidado com a finalização do arquivo evita transtornos, como atraso na entrega do material e desperdício de impressões que saíram erradas (prejuízo para os clientes e para as gráficas).
Por isso é crucial que, depois do projeto todo ser aprovado, o designer salve uma nova versão do arquivo original (aquela em que os textos podem ser editados): o arquivo fechado para impressão. Essa versão é a correta para enviar para a gráfica, e não ter alguma surpresa desagradável na hora de buscar se material.

Garantindo a qualidade gráfica.

O ideal é que o designer acompanhe o processo de impressão junto à gráfica, mas se você, cliente, optou por imprimir o projeto por conta própria, certifique-se com o designer ele te entregou o arquivo certo. Se houver algum erro no arquivo, a gráfica com certeza irá devolvê-lo citando termos técnicos que você jamais imaginou que existissem.

Para que você esteja esperto no momento em que isso acontecer, seguem algumas definições da área de produção gráfica que devem ser suas aliadas em toda impressão:
Padrão de cores: código CMYK: envie seu material correto para gráfica

Padrão de cores: código CMYK (Cyan, Magenta, Yellow, Black).

Esse é o padrão do sistema de impressão. São as cores dos tonners de tinta, que misturados em porcentagem criam o tom escolhido. O sistema que vemos na tela do computador é código RGB (Red, Green, Blue), muito diferente do que é impresso. Se o arquivo for criado no código errado, você com certeza terá problemas na sua impressão. E nesse caso, se a gráfica não perceber o erro no arquivo, o prejuízo fica por conta do cliente 🙁

Alta resolução do arquivo: qualidade da imagem.

Fique atento aos dpis (pontos por polegada) da sua imagem. Quanto maior o número de dpis, maior a resolução do arquivo. O ideal é que arquivos para impressão tenham no mínimo 300 dpi, pois assim não correm o risco de ficarem pixeladas (aquelas imagens que ficam cheias de quadradinhos)

Uso de fontes de personalizadas: converta a fonte em curvas.

Já aconteceu de você escolher uma fonte linda para uma apresentação .ppt, e quando você abriu em outro computador distorceu todo o slide? Pois é, uma mancada que acontece na tela, mas que também pode acontecer no seu impresso, o que é muito mais grave! Por essa razão todos os textos do seu arquivo devem ser convertidos em curva, o que o torna não editável. E por segurança, enviar as fontes juntamente com o arquivo.

Sangra, marcas de corte e máscara.

Para evitar que o material saia com uma borda branca, e que no corte ele apareça e estrague seu material, o designer deve criar um “vazamento” de cor ou de imagem, que abranja todo o papel. A medida da sangra pode variar de gráfica para gráfica, mas se utilizada entre 1mm e 5mm já garante que nenhuma informação será cortada na guilhotina.
Já a marca de corte deve delimitar exatamente onde você deseja que seu material seja refilado (cortado). E é de extrema importância que os elementos do seu layout estejam afastados 3mm dessa marcação.
Quando existe um acabamento especial como o verniz localizado, você precisa enviar junto um arquivo de máscara, que marca em preto todas as partes que devem levar esse acabamento.

Faça um teste: mockups e provas de cor.

Um boneco, ou mockup, do seu projeto serve de base para que a gráfica entenda como deve sair a impressão. Esse boneco é muito útil quando o projeto possui dobras diferentes, acabamentos especiais, além de ser a prova real de que seu material deve ser daquela forma.

Algumas gráficas oferecem uma prova de cor. Você pode acompanhar a calibragem da máquina e verificar se os tons do arquivo batem com os tons da impressão.

Receba seu material sem surpresas!

Depois de todo esse processo, nada como ter o prazer de pegar o impresso daquele layout incrível que o designer criou para impressionar seu cliente. Logo, ser cuidadoso no fechamento do arquivo para impressão é primordial para assegurar que seu material fique perfeito.

Você também pode gostar de:

Pré-inscrição de Curso









×

y

×

×








×
Interessa em fazer parte da Tribo

A comunidade online vai ser liberada no dia 29 de Maio. Deixe seus contatos aqui e receba acesso em primeira mão!
[activecampaign form=106]

×